A resiliência é a capacidade de resistir a situações adversas e pode ser treinada. Apresentamos alguns hábitos e pensamentos que a promovem.

Resiliência: como resistir a situações adversas

Perder o emprego, terminar uma relação, ter uma doença crónica. A vida está cheia de situações difíceis com que temos de aprender a lidar. A boa notícia é que essa capacidade não é um traço de personalidade ou um exclusivo de pessoas extraordinárias. Pelo contrário, a resiliência é demonstrada comummente pela maioria das pessoas no seu dia a dia, em diferentes graus e circunstâncias, sublinha a Associação Americana de Psicologia (AAP). Ao alcance de qualquer pessoa, o seu desenvolvimento é um processo contínuo que requer tempo e empenho, já que está envolto em momentos de angústia. Aprender a ser mais resiliente implica treinar pensamentos e comportamentos ao longo do tempo. Nomeadamente, através das estratégias propostas pela AAP, que adaptámos a pensar em si.

1 Construa relações próximas

Ter um núcleo social próximo é um pilar importante para a construção da resiliência. Sejam amigos ou familiares, é bom rodearmo-nos de pessoas que nos apoiam, nos ouvem e se preocupam connosco. Envolva-se em causas em que acredita, participe em grupos cívicos, faça voluntariado. Sentirá na pele que ajudar é positivo também para quem ajuda.

2 Olhe para além das crises

Há acontecimentos stressantes que não podemos mudar. O que está ao nosso alcance é alterar a forma como os encaramos, interpretamos e como lhes reagimos. Ao lidar com situações difíceis, procure focar-se em como as circunstâncias podem melhorar depois de ultrapassada essa crise. Assim terá mais força para reagir ao momento presente.

3 Aprenda a aceitar as mudanças

Como consequência de circunstâncias adversas, alguns objetivos podem deixar de estar ao seu alcance. Se assim é, aprenda a aceitar essa realidade. Aceitar o que não está ao seu alcance mudar é um primeiro passo indispensável. Só assim poderá focar-se nas circunstâncias que pode alterar e começar a fazer algo em relação a isso.

4 Oriente-se por objetivos

Estabeleça objetivos realistas e pergunte-se todos os dias “o que posso fazer hoje que me ajude a caminhar na direção que quero seguir?”. Por mais insignificante e pequena que lhe pareça uma tarefa, dedique-se a ela até a riscar da lista. Se o fizer todos os dias, alcançará os seus objetivos mais depressa do que possa pensar.

5 Tome medidas decisivas

Habitue-se a lidar com os problemas em vez de fugir deles. Para isso, perante uma situação adversa, tome todas as medidas decisivas que estiverem ao seu alcance. Agir é melhor do que desligar-se dos problemas e fatores de stresse e desejar que desapareçam.

6 Procure as oportunidades

Muitas pessoas que tiveram de ultrapassar tragédias e dificuldades sublinham as mudanças positivas que isso lhes trouxe. Por exemplo, uma maior sensação de força e de autoestima, uma espiritualidade mais desenvolvida e maior apreço pela vida. Por muito que soe a cliché, procure focar-se no que pode aprender nos momentos difíceis.

7 Mantenha a perspetiva

Atribuir uma proporção exagerada a situações difíceis é natural. Para resistir a essa tendência, tenha em mente o contexto alargado e uma perspetiva de longo prazo. Pense: “que importância terá isto daqui a 100 anos?”. Em vez de se preocupar com o que teme, procure visualizar o que quer que aconteça.

8 Cuide de si

Esteja atento às suas necessidades e sentimentos. Participe em atividades que lhe dão prazer e que o relaxam, pratique exercício físico regularmente. Ao cuidar de si, está a criar condições físicas e mentais para poder lidar melhor com as situações adversas que tem de enfrentar

9 Mantenha-se flexível

A resiliência implica manter o equilíbrio: permita-se sentir emoções fortes, mas saiba evitá-las por vezes, para se manter funcional; tome medidas para lidar com os problemas, mas saiba afastar-se deles para ganhar forças; rodeie-se de pessoas que o encorajam, mas reserve tempo só para si; confie nos outros, mas aprenda a acreditar em si próprio e nas suas capacidades.

 

URO_2019_0014_PT, AGO19