Embora existam manifestações gerais, há também sintomas de infeção urinária específicos no homem e na mulher. Conheça as principais diferenças.

Sintomas de infeção urinária: diferenças entre homens e mulheres

As infeções do trato urinário (ITU), mais conhecidas como infeção urinária, são mais comuns no sexo feminino. Algumas mulheres têm várias ao longo da vida. No entanto, os sintomas de infeção urinária também podem manifestar-se no homem. E nestes casos, embora sejam menos frequentes, as ITU são geralmente mais complexas, como nos diz o urologista Ricardo Pereira e Silva. “Podemos considerar, dentro do espetro da normalidade, que uma mulher tem uma infeção urinária ocasionalmente, uma situação que não requer uma investigação urológica adicional, a menos que elas sejam frequentes. Já no homem a condição acaba por ser complicada e normalmente exige alguma investigação adicional”.

As diferenças prendem-se, por um lado, com a anatomia do homem e da mulher e, por outro, com os diferentes tipos de infeção urinária. É que as ITU podem afetar qualquer parte do aparelho urinário, variando o seu nome conforme o órgão afetado. Podem também ser classificadas como infeções urinárias baixas – as que ocorrem na bexiga e/ou na uretra – e infeções urinárias altas – quando há comprometimento de, pelo menos, um dos rins.

Diferenças anatómicas

As diferenças anatómicas explicam o facto de as mulheres contraírem mais infeções urinárias do que os homens. As mulheres têm uma uretra mais curta e com maior proximidade à vagina e ao ânus, o que facilita a passagem de bactérias para o interior da bexiga.

Nos homens, a infeção urinária é mais rara e costuma surgir quando não conseguem esvaziar totalmente a bexiga (resíduo pós-miccional). “Esta situação pode ocorrer devido ao aumento benigno da próstata, chamado hiperplasia benigna da próstata, ou a um estreitamento da uretra”, explica o urologista. Uma vez que a uretra do homem é mais longa, ele pode igualmente desenvolver infeções localizadas apenas na uretra.

Também o tratamento destas condições difere entre o sexo feminino e masculino devido a questões anatómicas. “Na mulher utiliza-se ciclos curtos e um determinado tipo de antibióticos que no homem, por vezes, não são adequados”, esclarece Ricardo Pereira e Silva. E a razão é simples: “Um antibiótico para ser usado numa infeção urinária masculina tem de penetrar bem na próstata. É por isso também que o ciclo de tratamento é mais prolongado”.

Sintomas de infeção urinária e tipo de infeção

Vontade persistente de urinar que não resulta em alívio. A urina, de cor atípica e cheiro desagradável e forte, sai em pequenas quantidades e causa sensação de ardor ou mesmo dor. Estes são alguns dos sintomas de infeção urinária mais comuns, mas a verdade é que as suas manifestações não são iguais no homem e na mulher, variando conforme o tipo de infeção que os afeta.

  • Cistite | Infeção da bexiga

As cistites são mais comuns no sexo feminino. Manifestam-se através do desconforto ou peso no baixo ventre, sensação súbita de ir à casa de banho (urgência miccional), dor e ardor ao urinar, micção mais frequente e em pequenas quantidades, por vezes com dificuldade, urina turva e mau cheiro. Ocasionalmente pode aparecer sangue na urina e raramente há febre.

  • Uretrite | Infeção da uretra

Este tipo de infeção é mais característico no homem, uma vez que a mulher possui a uretra muito curta e a infeção transmite-se diretamente à bexiga. A saída de pus pela uretra é um sintoma típico das uretrites, sendo na maioria dos casos causada por uma doença sexualmente transmissível. Pode existir também sangue na urina, incómodo nos órgãos genitais e dor durante o ato sexual. Outros sintomas são idênticos aos da cistite: dor e/ou ardor ao urinar, urina turva e com odor mais intenso, necessidade frequente de urinar com emissão escassa de urina.

  • Prostatite | Infeção da próstata

Se a próstata for o órgão afetado, podem ocorrer os mesmos sintomas de infeção urinária da bexiga. É comum a presença de desconforto na região do baixo ventre, dor ou ardor a urinar, diminuição do calibre do jato urinário ou incapacidade de esvaziar completamente a bexiga. Muitas vezes há aumento da frequência das micções, com urina turva e febre elevada.

  • Pielonefrite | Infeção do rim

As infeções localizadas no rim costumam ser mais graves e com queixas mais intensas. Nestes casos, os sintomas são semelhantes no homem e na mulher e a pessoa tende a sentir dor na região lombar, náuseas, vómitos, febre e calafrios. Podem surgir ainda sangue na urina e sintomas semelhantes aos da cistite. Ricardo Pereira e Silva sublinha que esta “é uma condição potencialmente mais grave e, como tal, exige uma avaliação mais cuidada”.

 

Sabia que…